::.. CARNAVAL 2001 - G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DO CAMPO LIMPO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  26/02/2001
Ordem de entrada:  3
Enredo:  Liberdade, A Luta Não Acabou
Carnavalesco:  Peri de Embu
Grupo:  Espera
Classificação:  4º
Pontuação Total:  95,0
Nº de Componentes:  350
Nº de Alegorias :  1
Nº de Alas :  11
Presidente:  João Donizete Paião
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Dé
Intérprete:  Pó e Alex
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  José
Porta-bandeira:  Luziane
SAMBA-DE-ENREDO

SANTA BÁRBARA
COMPOSITOR: ADIL

 

PEDI PROTEÇÃO AO CRIADOR

PARA ELE NESSA NOITE ME AJUDAR LA LAIA

HOJE EU SOU A TRADIÇÃO

BATENDO FORTE COM A FORÇA DOS ORIXÁS

 

LIBERDADE ECOOU, GENTE POBRE MUITO FORTE

AI QUE VIDA DESIGUAL, TRAJETÓRIA TÃO SOFRIDA

FOI NO TRABALHO BRAÇAL DESDE ROMA

MAS ANTIGA, ÁSIA, EUROPA, PORTUGAL, OH! BAHIA!

 

OH! BAHIA! BERÇO DA INGRATIDÃO

QUANTOS ÍNDIOS AÇOITADOS

FORAM ALGEMADOS PELA ESCRAVIDÃO

 

O NEGRO PARA O QUILOMBO FUGIU

LOGO, LOGO SURGIU A TAL DA ABOLIÇÃO

ANUNCIANDO O VENTRE LIVRE CHEGOU

FILHO DE ESCRAVO LIBERDADE GANHOU

 

ÔÔ... ÔÔÔ... DRAGÃO DO MAR

LIBERTOU O CEARÁ, LIBERTOU O CEARÁ

 

MAS A LEI ÁUREA O ESCRAVO LIBERTOU

E AINDA HOJE JÁ MÃO DE OBRA INFANTIL

O PRECONCEITO COM O NOSSO IRMÃO DE COR

NÃO DESANIME QUE A LUTA NÃO ACABOU.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor:

 

A instituição da escravidão, deu-se em épocas desde a antiguidade romana, dando continuidade pelos séculos seguintes, fazendo da mão de obra braçal o meio dominante da produção.

Do continente africano saíram homens, mulheres, e até crianças, cedidas para o trabalho escravo em outros continentes, Europa, Ásia e América.

No Brasil o início da escravidão começou pelos índios com a chegada dos portugueses em Porto Seguro no Estado da Bahia. Posteriormente deu-se início ao tráfico de negros africanos com a chegada dos Navios Negreiros. Estes enriqueceram nossa cultura desde os seus dotes culinários passando por suas crenças religiosas, como a adoração aos orixás.

Os negros desenvolveram tipos variados de trabalho desde a agricultura à construção, e eram punidos severamente e brutalmente se demonstrassem preguiça ou cansaço, tornando com isso mais freqüente as fugas.

O local pelo o qual os negros fugitivos se agrupavam, chamavam-se Quilombos, sendo o mais importante deles o Quilombo dos Palmares.

Destes agrupamentos tiveram início em 1871, a luta pela abolição. Esta revolução teve início já com uma vitória a "Lei do Ventre Livre", onde todos os recém nascidos concebidos por escravas eram livres da escravidão.

Em 1880 nasceu no Ceará um movimento em pró da liberdade dos negros com o apoio dos jangadeiros e liderados por Francisco José do Nascimento, mais conhecido como "Dragão do Mar", trazendo com isso o fim da escravidão no Ceará em 1884.

Toda esta movimentação pela abolição dos escravos travou uma verdadeira batalha, pressionando até mesmo o Governo.

Com isso a Regente Princesa Isabel, em 1888 assinou a "Lei Áurea", tornando assim livres todos os escravos no Brasil.

Mas... atualmente em pleno século XXI podemos presenciar o preconceito, discriminação e a desigualdade através de certas formas de tratamentos que nos fazem relembrar esta época como a exploração da mão de obra infantil. Com isso o negro ainda luta e se as chances forem iguais com certeza ele vencerá.

O G.R.C.E.S. Tradição do Campo Limpo, vem relembrar o início desta saga, desde a chegada no Brasil até a triunfante batalha dos abolicionistas pela libertação dos negros.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DO CAMPO LIMPO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados