::.. CARNAVAL 1996 - G.R.C.S.E.S. UNIDOS DE VILA MARIA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  19/02/1996
Ordem de entrada:  1
Enredo:  Jorge Amado - de Piranji à Literatura Brasileira
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  2
Classificação:  10º
Pontuação Total:  255,0
Nº de Componentes:  745
Nº de Alegorias :  4,
Nº de Alas :  8
Presidente:  Ester Cocco
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  Odelise de Camargo
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: XINXA/ MARTINS/ SANDRA/ IRACEMA

 

ABRAM ALAS JORGE AMADO A BAHIA VAI PASSAR

DO CACAU AO PAI DE SANTO

TEU SUOR É VERDE BRANCO

VILA MARIA VEIO TE IMORTALIZAR

 

PISANDO A PASSARELA, CRAVO E CANELA

VOU NO ROMANCE, NO SONHO PISO CACAU

TEM DOIS MARIDOS DONA FLOR OH! GABRIELA

LÁ DE ILHÉUS, VOU AO PAÍS DO CARNAVAL

DA SALA DO COLÉGIO À FACULDADE

NO CONGRESSO A SOCIEDADE

POEMA EM PROSA OU PEÇA TEATRAL

VIAGENS PELO MUNDO IMAGINÁRIO

"MERIDIANA", "A SEMANA", GENIAL

 

JUBIABÁ, ABC, SÃO SALVADOR

OUÇO O CANTO DA SEREIA

VEJO CAPITÃES DE AREIA

POEMA, PROSA, VERSO E AMOR

 

"PARA TODOS" ERA O SEMANÁRIO

UM TESOURO LITERÁRIO

"TENDA DOS MILAGRES" CONSAGROU

O SAMBA SEMPRE FOI ACADEMIA

VOU ATÉ RAIAR O DIA

NA BATERIA O MESTRE ME CONTAGIOU

 

TV, CINEMA, POEMA, LITERATURA

"É DOCE MORRER NO MAR"

PIRANJI QUERO EXALTAR

NEGRO TAMBÉM É CULTURA.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autora: Carolina Gogolak Cocco

 

Nasceu em Piranji (BA), em 1912, passou a influência em Ilhéus ou em lugarejos das vizinhanças, numa região naquele tempo constantemente agitada pelas disputas entre fazendeiros que exploravam o Cacau. Essa atmosfera está presente em vários temas e cenários de seus romances.

Aos 11 anos de idade foi para Salvador, onde estudou no Colégio Antônio Vieira, dos jesuítas, do qual fugiu em 1926, indo refugiar-se na casa do avô em Itaporanga (SE).

Iniciou-se no jornalismo em 1930, veio para o Rio de Janeiro, matriculando-se no ano seguinte na Faculdade Nacional de Direito; ligado a grupos literários tornou-se amigo de Otávio de Farias, Santiago Dantas e Almir de Andrade e outros. Ainda nesse ano estreou o romance "O País do Carnaval" que recebeu elogios dos críticos e escritores da época.

Em 1932 retornou a Ilhéus, entrando de novo em contato com a realidade humana e social da região cacaueira. Dessa experiência resultou um novo romance "Cacau", em 1933. Trabalhou a seguir na Editora José Olympio, visitou a Argentina e o Uruguai em 1935, viajou por toda a América Latina e conheceu os Estados Unidos em 1937.

Em 1945, foi eleito Deputado Federal pelo PCB, seção de São Paulo, mas três anos depois teve seu mandato cassado. Deixou então o país, viajando pela Europa e Ásia; regressou em 1952 e em 1956 fundou o seminário "Para Todos".

SUAS OBRAS

Suor em 1934, Jubiabá 1935, Mar Morto 1936, Capitães de Areia 1937, Terror Sem Fim 1942, São Jorge de Ilhéus 1944, Seara Vermelha 1946, Os Subterrâneos da Liberdade 1954, Gabriela Cravo e Canela 1958, Os Velhos Marinheiros 1962, Os Pastores da Noite 1964, Dona Flor e Seus Dois Maridos 1966, Tenda dos Milagres 1970. Também escreveu as biografias: ABC de Castro Alves 1941, O Cavaleiro da Esperança de Luiz Carlos Prestes, O Amor do Soldado - Peça Teatral, Bahia de Todos os Santos - Guia Turístico e Literário, A Estrada do Mar - poema em prosa e O Mundo da Paz - relato de viagem.

Escritor muitas vezes premiado, figura entre os maiores do regionalismo brasileiro e sua atitude de artista revela muito para a compreensão não apenas do progresso histórico e social do Brasil, mas também da própria literatura do país. Traduzido em trinta e uma línguas e publicado em mais de 40 países, com tiragem às vezes bem numerosa, é um dos escritores mais divulgados na Europa. Seus romances e novelas tem sido adaptados frequentemente para o teatro, cinema, televisão e rádio.

É de sua autoria a letra da canção "É doce morrer no mar" de Dorival Caymi, é membro da Academia Brasileira de Letras.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.S.E.S. UNIDOS DE VILA MARIA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados