::.. CARNAVAL 2001 - G.R.C.E.S. MALUNGOS................................
FICHA TÉCNICA
Data:  25/02/2001
Ordem de entrada:  12
Enredo:  Nossa Madrinha Mocidade Alegre
Carnavalesco:  Maria Izabel Lima
Grupo:  Especial de Bairros
Classificação:  6º
Pontuação Total:  185,0
Nº de Componentes:  700
Nº de Alegorias :  2
Nº de Alas :  18
Presidente:  Edvaldo Antonio de Aguiar
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Nego Jê
Intérprete:  Marcinho, Minho, Fábio e Tigela
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

MALUNGOS
COMPOSITORES: MARCINHO/ MINHO/ FÁBIO/ TIGELA

 

QUERO CANTAR, ME FANTASIAR

É NOSSA HOMENAGEM

FALAR DE VOCÊ QUE FELICIDADE

"SALVE" A MOCIDADE

NASCEU, CRESCEU, CONQUISTOU

O SONHO SE REALIZOU

TRILHOU os CAMINHOS DA IRREVERÊNCIA

SEMPRE Demonstrando COMPETÊNCIA

SÃO PAULO TE ABRAÇOU

CAMPEÃ DE TANTOS CARNAVAIS

TÃO LINDA, ÉS PAIXÃO E MUITO MAIS

 

VOU PRA MORADA AMOR

O SAMBA ME CHAMOU

LÁ VIRO A NOITE, Deixo O DIA CLAREAR

TEM MUITO AXÉ PRA QUEM QUISER SAMBAR

 

TEMPO DE TRANSFORMAÇÕES

ABRINDO as PORTAS PRA INOVAÇÕES

HOJE A MALUNGOS SACODE A AVENIDA

A BÊNÇÃO, MADRINHA QUERIDA

PRA NÓS UMA LIÇÃO DE VIDA

 

FAZ MEU CORAÇÃO VIBRAR

É MUITA EMOÇÃO NO AR

QUANDO A BATERIA PASSA

BALANÇA E ALEGRA A MASSA.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor:

 

Malungos orgulhosamente vem prestar uma singela homenagem a querida Madrinha Mocidade, devaneando em sua rica história de tantos carnavais e grandes enredos que floriram a passarela do samba, dando muitas alegrias aos nossos queridos paulistas.

Tudo se iniciou quando um grupo de amigos se reuniu e fundou o "Bloco das Mariposas Recuperadas", em 1957, o engraçado deste bloco é que só poderiam participar homens vestidos de mulheres e obtiveram o maior sucesso desfilando pelas ruas do Bom Retiro, mais ou menos durante seis anos.

Nessa época um dos fundadores e integrantes do bloco o Sr. Juarez da Cruz, que era funcionário do Grupo Peg-Pag, conheceu um francês que era uma dos diretores Peg-Pag que muito queria conhecer o Bloco.

E o imprevisto aconteceu, e agora o que fazer? Como apresentar somente homens dançando fantasiados de mulheres?

Para impressionar resolveram introduzir figuras femininas no grupo de sambistas, nos meados de 1963, que em seguida passou a se chamar "Bloco dos Funcionários do Peg-Pag", pois através da amizade do Sr. Juarez com o francês conseguiram o patrocínio do Grupo Peg-Pag, que era uma rede de mercados muito forte na época, após dois anos passou a se chamar Bloco do Peg-Pag, e desfilaram durante quatro anos chegando a ganhar o seu campeonato em 1969, no Grupo 1, com o enredo campeão "Na Corte de Nero", encerrando seus desfiles como Bloco.

Chegamos em 1970, data muito marcante para a nossa madrinha, que só então recebeu o nome de G.R.C.E.S. Mocidade Alegre desfilando como Escola de Samba no Grupo II, também foi muito feliz com o enredo: Zumbi dos Palmares, que lhe deu o título de campeã, com isso tendo acesso ao Grupo I da UESP.

Esse nome só trouxe alegria graças a grande competência da sua diretoria, foi campeã do Grupo I, em 1971, com o enredo: "São Paulo e Seus Carnavais".

Seguido no ano seguinte do Bicampeonato, com o enredo: São Paulo, Trabalho, Seresta e Samba, os esses da sorte que lhe deu mais este título.

E com trabalho árduo foram à luta e buscaram a eterna glória com o tricampeonato exibindo o enredo: "Odisséia de uma Raça", quantos delírios em tão pouco tempo!

E de lá para cá foram grandes as transformações e inovações, foi a primeira escola a introduzir alegorias de mãos, e foi também a primeira escola de samba a fazer 24 horas de samba ao vivo, mantendo sua quadra super lotada numa contagiante euforia.

Espantoso delírio tomou conta do povo quando, vieram com o enredo "A Revolta dos Malês" que mudou totalmente a comissão de frente, que passou a ser coreografada com muitos movimentos que até então só vinha a rigor andando e cumprimentando o público. Esse momento marcante lhe deu o segundo lugar nos desfiles.

O sucesso foi tão grande, que conferiu em 1980 mais um título de campeã com "Embaixada de Sonho e de Bamba" e permaneceram no Grupo I, mais 7 anos, para finalmente passarem para o novo Grupo criado pela Liga, se integrando em 1988, no Grupo Especial das grandes escolas.

Desde que foi aderida ao novo Grupo, a batalha se tornou árdua e conseguiu o 2º lugar com o enredo: "O Cientista Poeta, Paulo Vanzolini", entre um e outro enredo sempre tem algum que mais se exalta, em 1992, "A Espada da Liberdade", seguido no ano seguinte com outro belo enredo: "Marabá, Pérola do Oriente", alcançando o terceiro lugar.

Dentro do samba nem sempre se ganha, pois existem muitas injustiças, mas o sambista nunca perde o pique e vai em frente, fazendo sempre bons e maravilhosos sambas enredos, que destacaremos com uma ala de porta-bandeiras, que sempre foi marcante em seus desfiles, o melhor da Mocidade, com suas grandes porta-bandeiras.

Contando sempre com muitos personagens importantes, dentro desta organizada estrutura, que se tornaram os baluartes da nossa Mocidade.

Juarez e Carlos Cruz, os irmãos queridos do samba, seguido de muitos outros que o espaço não seria suficiente para enumerá-los, alguns da velha guarda continuam dando o seu apoio, sem eles nada teria sido possível deste passado de glórias.

Deixamos a nossa exaltação a sua atual presidente Elaine, que é a extirpe da raiz desta grande família de sambista, em conjunto com sua nova diretoria, seguem em frente buscando novas alegrias.

Nossa Madrinha, tu és exuberante,

Entre Mil tu serás sempre a mais querida,

A nossa "Mocidade Alegre".

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. MALUNGOS
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados