::.. CARNAVAL 1996 - G.R.C.E.S. PRÍNCIPE NEGRO DE CIDADE TIRADENTES................................
FICHA TÉCNICA
Data:  18/02/1996
Ordem de entrada:  10
Enredo:  As Principais Danças do Folclore Brasileiro
Carnavalesco:  Julieta da Silva Vieira
Grupo:  Seleção - A
Classificação:  1º
Pontuação Total:  97,0
Nº de Componentes:  500
Nº de Alegorias :  2,
Nº de Alas :  14
Presidente:  Rossimara Aparecida V. Izaias
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  Wilson, Álvaro, Emerson e Luiz
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Edimilson
Porta-bandeira:  Elaine
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: G.B. NASCIMENTO/ SÔNIA MARIA

 

VEM, VEM MEU POVO Ô Ô Ô

COM PRÍNCIPE NEGRO NESTA NOITE VIAJAR (VIAJAR)

NA HISTÓRIA DO BRASIL

EXALTANDO O FOLCLORE POPULAR

 

O AFOXÉ LÁ NA BAHIA É BONITO DE SE VER

CAPOEIRA, CANDOMBLÉ, JONGO E MACULELE

EM MACEIÓ O CABOCLINHO

FREVO EM PERNAMBUCO E TAMBÉM MARACATU

A CONGADA É COISA SÉRIA

DESDE O CEARÁ AO RIO GRANDE DO SUL

 

VEM COMIGO, MEU AMOR NESTA MARUJADA

AQUI TUDO É ALEGRIA

TRISTEZA NÃO VALE NADA

VEM DANÇAR BUMBA-MEU-BOI

A QUADRILHA É TRADIÇÃO

O SAMBA É COISA NOSSA

SÓ FAZ BEM AO CORAÇÃO

 

AO SOM DA BATERIA VAMOS DANÇAR

COM MINHA ESCOLA NA AVENIDA VOU DELIRAR.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor:

 

As festas populares, com danças, música e desfile do povo; os folguedos infantis de rua; as comidas, doces e salgados; as bebidas de todos os dias de festa; os usos e costumes de todos os dias; o artesanato caseiro feito por pessoas sem formação profissional; os remédios caseiros, chás, emplastros; as bênçãos e benzeduras, etc... tudo isto, constitui, ao lado das estórias e lendas, o folclore de um povo.

A palavra folclore é formado pela influência das três raças (branca, indígena e negra) que formaram o nosso povo e a nossa música. É bastante rico e diversificado.

Cada região do país apresenta uma forma diferente de usos e costumes, pois absorvem também os usos e costumes dos povos (imigrantes em geral) predominantes da região.

Entre as danças folclóricas, que são muitas, encontramos a quadrilha, congada, frevo, baião, maracatu, bumba-meu-boi, marujada, pastoril e caboclinho;

AFOXÉ

Afoxé é o sagrado participando do profano. É um obrigação religiosa que os membros do candomblés (de origem jeje-nagô) terão que cumprir. A "saída de carnaval" será feita nem que seja perto do terreiro.

O Afoxé é um candomblé adequado ao carnaval. Inicia-se com um despacho para Exu. Para que Exu não interrompa as festividades carnavalescas dão-lhe farofa de dendê com azeite.

OS CABOCLINHOS (DANÇAS)

A dança ou Bailado dos Guerreiros é recente. O seu aparecimento em Alagoas data de mais ou menos meio século.

É um mistura de antigos autos populares dos Reisados e Caboclinhos.

Recebeu a influência das tradições européias do Reisado e a indígena dos Caboclinhos. Nota-se a influência dos antigos Reisados, sem a parte devocional.

O FREVO

O Frevo é filho legítimo da capoeira. O capoeirista (ou capoeira) sai no carnaval dançando o frevo.

O MARACATU

O Maracatu é um cortejo simples, que do sagrado passou para o profano, para o carnavalesco.

No começo deste século o Maracatu tinha um cunho altamente religiosos. Dançavam primeiramente em frente das igrejas.

O Maracatu, hoje, é uma mistura de música primitiva e teatro, no carnaval pernambucano, o mais folclórico do Brasil.

CAPOEIRA - DANÇA - BRINCADEIRA

A Capoeira é ao mesmo tempo uma luta e uma dança. Uma arma de defesa pessoal e um divertimento.

Foi introduzida no Brasil pelos escravos africanos. Difundiu-se rapidamente em Salvador, no Recife e no Rio de Janeiro.

CONGADA

A presença deste bailado popular é assinalado no Brasil colônia, no tempo dos vice-reis, do Ceará ao Rio Grande do Sul.

A congada é uma adaptação da "Canção de Rolando", epopéia francesa, que chegou até nós através do jesuítas, dos colonizadores.

A congada foi usada pelos jesuítas na obra de conversão, da catequese.

No passado, a congada tinha a função de sublinhar o instinto guerreiro do negro, criando uma luta irreal de cristãos e pagãos (mouros).

SAMBA

O samba é uma dança de origem africana. A palavra "samba" significa umbigada, na língua angolesa.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. PRÍNCIPE NEGRO DE CIDADE TIRADENTES
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados