::.. CARNAVAL 2000 - G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DA ZONA LESTE................................
FICHA TÉCNICA
Data:  05/03/2000
Ordem de entrada:  1
Enredo:  Gaviões da Fiel - 30 Anos de Glória
Carnavalesco:  Chiquinho
Grupo:  3 - Leste
Classificação:  8º
Pontuação Total:  89,0
Nº de Componentes:  500
Nº de Alegorias :  3,
Nº de Alas :  13
Presidente:  Sérgio Sanches Garcia
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Jorgão
Intérprete:  Chú, Jucelino, Biro e Nelinho
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Jefferson
Porta-bandeira:  Nina
SAMBA-DE-ENREDO

Compositores
Compositores: KAMARÃO/ N.V. DANTAS/ JOÃO DO CARMO

 

SOU TRADIÇÃO AMOR

DA ZONA LESTE EU SOU

CONQUISTANDO CORAÇÕES

SEMPRE ESTOU DE BEM COM A VIDA

E HOJE TRAGO PARA A AVENIDA

OS TRINTA ANOS DE GLÓRIA DOS GAVIÕES

 

VEM VIAJAR COMIGO NESSA HISTÓRIA

VAMOS BUSCAR NA MEMÓRIA

O NASCIMENTO DESSE GRÊMIO VARONIL

QUE SUPEROU OS OBSTÁCULOS

FEZ DA VIDA UM ESPETÁCULO

E SE TORNOU O MAIS AMADO DO BRASIL

DE UMA FASE DIFÍCIL NO FUTEBOL

É QUE NASCEU A UNIÃO

E HOJE REDUTO MAIOR DE BAMBAS

SHOW DE BOLA, VIDA E SAMBA

QUE AJUDAS TANTA GENTE

COMO POSSO TE ESQUECER GAVIÕES

SE COISA BOA É PARA SEMPRE

 

CABEÇA PENSANTE

GUERREIRO VALENTE

GRAÇAS À LA SELVA

O MEU POVO ESTÁ CONTENTE

 

ÉS A RAZÃO DA EXISTÊNCIA DA GALERA

E EM TANTAS PASSARELAS

JÁ TE VI BRILHAR

SOU MOSQUETEIRO FIEL

SÃO JORGE GUIA DO CÉU

CORINTHIANS SEMPRE VOU TE AMAR.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: José Aparecido Silva (Biro)

 

A G.R.C.E.S. Tradição da Zona Leste com suas cores azul, branco e preto traz para o carnaval ano 2000 o tema enredo "Gaviões da Fiel, 30 Anos de Glória". A escola prestará homenagem a sua co-irmã Grêmio Recreativo Gaviões da Fiel Torcida por tudo que fez em prol do nosso futebol e carnaval nos seus 30 anos de existência.

1ª ETAPA - COMO SURGIU A GAVIÕES DA FIEL

A família Gaviões da Fiel surgiu quando jovens que assistiam as partidas de futebol do glorioso S.C. Corinthians Paulista, no Estádio do Pacaembu, cansados de incentivar o time viam seus esforços darem em nada. Era o ano de 1.966.

O time de futebol não conquistava nada; Campeonato Paulista, Torneio Rio-São Paulo e ainda éramos gozados pelos outros torcedores.

O time do Corinthians ganhou até o apelido "Faz me rir". Nos jogos do Corinthians no Pacaembu, esses jovens permaneciam junto ao alambrado atrás do banco de reservas e pediam garra aos jogadores, na época o Corinthians era presidido por Wadih Helu, que para permanecer na Presidência do clube não media esforços.

Wadih mandava no Corinthians com mão de ferro, controlava o Conselho Deliberativo - órgão máximo no clube ao ponto de rasgar o estatuto - carta magna - elaborando outro para se manter no poder.

Comprava jogadores em véspera de eleições, tentando amenizar suas manobras ilícitas.

Dentre os jovens, descontentes, que assistiam os jogos do Corinthians, um se destacava; era Flávio La Selva, puxando coro de incentivo para o time e de repúdio ao Presidente: Fora Wadih... Fora Wadih, era o que se ouvia de Flávio.

O Padre (apelido) era associado do Corinthians e como associado tinha trânsito livre no Parque São Jorge e sabia tudo o que acontecia no Corinthians. Ele assistia aos treinos, tinha amizade com os jogadores, freqüentava concentrações, conhecia do porteiro ao técnico dos profissionais.

Aos aclamos de Flávio, foi se juntando outras vozes: Jóca, Chico, Cláudio V.M., Manchinha, Igor, Benê, Rosinha, Brasil, Arthur, Ivan e o Lingüiça. Jovens de diferentes regiões de São Paulo com o mesmo ideal, acompanhar o Corinthians em todos os jogos e vê-lo campeão.

2ª ETAPA - GAVIÕES EM MEIO A DITADURA MILITAR E CORINTHIANA

No início de 1.967 a imprensa esportiva já registrava o movimento da torcida se organizando e exigindo dos dirigentes mais respeito com o Corinthians.

Zé Italiano, Roberto Avalone e Geraldo Bretas, comentaristas esportivos da época, já faziam referências sobre o movimento de torcedores se organizando, pedindo títulos e a derrubada do Presidente Wadih Helu.

Ao grupo de jovens, juntaram-se grandes nomes do S.C. Corinthians Paulista. Vicente Matheus, Mário Campos, Bernardo Goldfarb, Dr. Wilton e outros.

É sabido que fomos alvo de investigação por parte de autoridades, que não se conformavam que nós nos reuníssemos para conversar sobre o Corinthians. As reuniões aconteciam na garagem da Al. Santos, casa da avó do Chico, na Pça. 14 Bis, na Bela Vista e na casa do Flávio na Mooca.

Nas reuniões na Av. Ipiranga, o assunto era como agilizar viagens, faixas, o coro contra o Wadih nos estádios e principalmente uma sede para abrigar a torcida. Por várias vezes fomos parados por policiais, revistados e indagados o por que da reunião. O porque é o mesmo de hoje.

Estamos trabalhando como força independente em prol do grande Corinthians.

O ano é 1.969 o medo é total "nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição, de morrer pela pátria e viver sem razão", quase tudo é proibido. Nas ruas os estudantes pedem o fim do regime de opressão, clamam por anistia ampla e geral.

3ª ETAPA - GAVIÕES É FUNDADA OFICIALMENTE EM MEIO A GRANDES ACONTECIMENTOS

O ano é 1.969, surge o MOBRAL e a Rodovia Transamazônica, o ano 1.969. a seleção brasileira de futebol consegue uma vaga para a copa do México e Pelé comemora os seus mil gols, já em Cabo Canaveral, USA, três homens partem para a Lua, o que era impossível torna-se realidade.

O ano ainda é 1.969, São Paulo, Capital, alguns jovens corinthianos resolvem fundar aquilo que viria a ser mais tarde a maior torcida organizada do Brasil: A Gaviões da Fiel Torcida.

Mas porque isso? A resposta já estava pronta! Para por fim na ditadura que também predominava no Corinthians.

A fundação do Grêmio Gaviões da Fiel Torcida oficializada em Cartório se deu em 01.07.1969 e seu 1º presidente foi o Flávio La Selva.

4ª ETAPA - GAVIÕES DESLANCHA APÓS SUA FUNDAÇÃO

Após ser concretizada a fundação da Gaviões da Fiel Torcida aqueles jovens ainda não estavam satisfeitas, afinal o sonho tinha sido realizado mas não totalmente, era preciso sonhar mais alto.

Logo no início ficou claro que esses jovens possuíam uma visão questionadora e participativa.

Os líderes começaram a surgir de maneira muito natural, havia o "cabeça pensante", aquilo que costumamos chamar de intelectual do grupo. E também aquele que punha a cara e saia na frente, o chamado "guerreiro valente", portanto a Gaviões da Fiel desde seu início já possuía em sua raiz o pensador e o prático.

E foi da união dessa teoria e prática que ela se estruturou e se agigantou. Hoje são milhares de corinthianos vestidos de Gaviões.

É a maior torcida organizada do país, mas para chegar onde chegou foi preciso muitas lutas, em batalhas intermináveis, mas sempre com seu objetivo principal, o Corinthians.

5ª ETAPA - FESTAS DOS ESTÁDIOS, QUADRA E PASSARELA

Com seus 60.000 sócios a Gaviões da Fiel Torcida promovem espetáculos sensacionais, dignos de uma agremiação forte que é. Nos estádios ela marca muito com suas enormes bandeiras, faixas, com seus gritos de guerra, seus cantos, suas coreografias, empurrando o timão a todo o momento do jogo, em sua quadra ela promove festas em todos os finais de semana, onde é possível ver seus associados se divertindo pra valer, muitas vezes vendo artistas de 1ª linha  se apresentando, em outros momentos ouvindo o tocar de sua famosa bateria nota 10 fazendo ensaios preparativos para o carnaval; o clima é de muita euforia entre as pessoas que freqüentam a quadra da Gaviões, tanto dentro quanto fora onde pode-se ver com muita clareza casais de namorados, rodas de amigos se confraternizando e inúmeras pessoas de diversas idades e de várias regiões de São Paulo levando todo seu carinho e amor à Gaviões da Fiel.

6ª ETAPA - GRANDES INVASÕES

Nunca, em tempo algum houve um deslocamento de torcedores como aconteceu em 1.976.

Corinthians X Fluminense no Campeonato Brasileiro no estádio do Maracanã, ônibus, trens, carros e aviões, foi uma invasão dos corinthianos ao estado do Rio de Janeiro. Não se tem notícias de algo semelhante; a torcida corinthiana foi ao Rio acompanhar sua paixão maior e voltou mais feliz ainda; vencemos o jogo e na semana seguinte fomos para Porto Alegre disputar o título brasileiro.

Na época os jornais e a PM do Rio estimava a torcida do Corinthians em 80 mil torcedores.

7ª ETAPA - PRESENÇA DOS GAVIÕES NO CARNAVAL PAULISTANO

Em 1.975, os Gaviões aceitou um novo desafio. Formou um bloco e participou do último desfile de carnaval realizado na Av. São João. Nesse carnaval os Gaviões conquistou seu primeiro título; a partir daí estabeleceu-se uma hegemonia da torcida corinthiana na categoria de Bloco Especial, quebrada apenas em 1.980, por uma nota 2,0 (dois).

8ª ETAPA - GRANDES CONQUISTAS

Como grandes conquistas destacamos, Campeão Paulista de 1977 após 22 anos e 11 meses sem ganhar um título; Campeão Brasileiro de 1.990, 1.998, 1.999 e Campeão Mundial em 2.000.

No carnaval como escola de samba a Gaviões obteve em 1.991 o 1º lugar pelo Grupo 1, em 1.994 foi vice-campeã pelo Grupo Especial, em 1.995 foi a grande campeã com o Tema Enredo "Coisa Boa é Para Sempre" e voltando a ser campeã em 1.999.

9ª ETAPA - GAVIÕES DANDO EMPREGO E AJUDANDO INSTITUIÇÕES DE CARIDADE

Vale ressaltar que os Gaviões além de dar emprego para várias pessoas que trabalham em seu barracão em construções de alegorias, adereços e fantasias também ajudam entidades beneficentes entre as quais o Hospital do Câncer e Orfanatos de crianças carentes.

ETAPA FINAL - GAVIÕES, 30 ANOS DE GLÓRIAS

Trinta anos se passaram e ela continua cada dia mais atuante, mais cheia de vida e com perspectiva de um futuro ainda melhor. Passada três décadas e só resta agradecer a todos que ajudaram a escrever a história da maior e melhor torcida organizada do Brasil: A Gaviões da Fiel.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DA ZONA LESTE
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados