::.. CARNAVAL 1995 - G.R.C.E.S. PROVA DE FOGO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  27/02/1995
Ordem de entrada:  3
Enredo:  Respeitável Público
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  Especial de Bairros
Classificação:  6º
Pontuação Total:  268,0
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: WILSON PASSARINHO/ POMBINHA

 

EU SOU, EU SOU, EU SOU

PURA ARTE SECULAR

MAGIA E ESPLENDOR

BEM AO GOSTO POPULAR

O CIRCO HOJE EU SOU

NO PROVA DESPERTOU

 

MALABARISTA, TRAPEZISTA E DOMADOR

A ESCOLA DO ARTISTA

O TEATRO É MULTICOR

 

VIAJANDO DE RINCÃO PARA RINCÃO

TORNOU-SE TRADIÇÃO

DRAMA, COMÉDIA, SUSPENSE

LÁ VAI O MAMBEMBE

ARRASTANDO A MULTIDÃO

SALVE, OH! CRIANÇADA

TEM MARMELADA AGITANDO O ANHEMBI

 

PALHAÇO O QUE É

LADRÃO DE MULHER

FELIZ QUANDO TE VÊ SORRIR

 

EU TÔ EM CIMA, TÔ NO MEIO, TÔ EMBAIXO

DESTA VEZ EU ME ACABO

ME ACABO DE EMOÇÃO

 

PROVA DE FOGO JÁ ESTÁ NO PICADEIRO

ALEGRIA POR INTEIRO

DOCE ILUSÃO.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autora: Rosana Pinto

 

Caminhões, trailers e carros chegam, trazendo uma parafernália incrível. Homens, mulheres, crianças esticam a lona e armam o circo. E de repente um local se vê ocupado com uma atividade de diversão pública, de espetáculo ao vivo, por um período de tempo determinado pelo público.

Os circos chegam e atuam de maneiras diferentes, apresentando um panorama diversificado. Bolas, bexigas, faixas e cartazes anunciam o espetáculo. Nem a fila da bilheteria tira a expectativa de ingressar num mundo mágico, colorido e maravilhoso. Logo na entrada o coração já balança entre a pipoca, a bala e o algodão doce.

O circo está presente na cidade. É um acontecimento visual, místico e espacial. A atividade circense se espalha na periferia e vaga de bairro em bairro, ocupando terrenos baldios. É o mambembe. Contudo, nem a lona suja e rasgada, nem o picadeiro de terra batida e as roupas velhas tiram o colorido, e assim o circo sobrevive.

É uma tradição que o progresso não conseguiu acabar. Ao contrário, a empresa circense exerce importante função social, oferecendo uma das poucas opções de lazer a uma população cada vez mais carente de diversão.

Essa diversão, essa alegria tão característica do circo, está presente na figura do palhaço, que no picadeiro com seus trejeitos engraçados, suas roupas exóticas e cara pintada, provoca o riso. É a comédia.

Já o drama, o terror e o suspense ficam por conta das peças teatrais, dos malabaristas, dos trapezistas, dos domadores dos animais e dos próprios animais, da mulher barbada e de tantos outros artistas que fazem o espetáculo.

Desde que o circo apareceu, no século dezoito, os artistas circenses costumam aprender sua arte em casa mesmo, isto é, no circo. O filho geralmente aprende com o pai aquele truque criado pelo avô e pro aí vai. Mas não é todo mundo que tem família de artistas, e muitos têm vontade de aprender as manhas do picadeiro. Aulas de acrobacia, jogos malabares (manipulação de objetos), perna de pau, trapézio fixo e voador, cama elástica, tudo isso a escola circense pode oferecer.

As Escolas de Samba, em cumprimento às suas características culturais e sociais, poderiam destinar um pedaço para o aprendizado da arte circense; estimulando as crianças a desenvolverem a criatividade com liberdade e, aos adultos a terem liberdade com criatividade.

É com esse intuito que o GRCES Prova de Fogo, se propõe a trazer a beleza, a magia, a alegria, o colorido e, até, a simplicidade do circo para o Pólo de Arte e Cultura - Anhembi. Esperamos que, com isso, os responsáveis pela cultura nacional que atuam neste grande picadeiro, chamado "Brasil", se sensibilizem e destinem um pouco da sua criatividade em prol da arte circense.

A população brasileira não quer mais ficar na arquibancada assistindo à palhaçada, que não fazem sorrir, mas chorar de vergonha. Sem desmerecer o artista do picadeiro, fazendo esta comparação, só estamos alertando para que o espetáculo da vida possa continuar. Com alegria.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. PROVA DE FOGO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados