::.. CARNAVAL 2003 - G.R.C.S.E.S. MORRO DA CASA VERDE................................
FICHA TÉCNICA
Data:  02/03/2003
Ordem de entrada:  4
Enredo:  Manaus, A Paris da Selva
Carnavalesco:  Toninho Pita
Grupo:  Acesso 1
Classificação:  7º
Pontuação Total:  191,0
Nº de Componentes:  2200
Nº de Alegorias :  não consta
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  Laurinete Nazaré da Silva (Dona Guga)
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Chola
Intérprete:  Cláudia França e Leandro Di Menor
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Carlinhos
Porta-bandeira:  Silvéria
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

MORRO DE CASA VERDE
Compositores: Emerson Brasa/ Cristian Dimitrius/ Kleber Gordinho/ Dennis Patolino

 

Navegando na barcaça antiga

Vou colorir de verde e rosa esta cidade

Terra de rara beleza capital da natureza

Ar de Paris tropical 

pelo porto escoava

Nossa borracha com destino aos europeus

Por ele imigrante nordestino

Aventureiro em um só caminho

Que em busca do eldorado percorreu

 

Hoje eu quero ver... amor

Minha escola balançar... balançar

Vem no pulsar da bateria

Com meu povo a delirar

 

Um processo descoberto que beleza

A borracha utilizada em escala industrial

Virou variedades, enriquecendo a região

E o homem com A sua inteligência

Desfrutou da natureza aumentando a produção

Criou brinquedos e aparelhos medicinais

Tirou vantagens do produto natural

por isso que meu país precisa conscientizar

E a AMAZÔNIA vamos preservar

 

Vem... vem... ver... o show vai começar

Manaus me encanta e me faz sonhar

Canta Anhembi que a Casa Verde vai passar.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Comissão de Carnaval

 

INTRODUÇÃO

Manaus, teve sua época de um esplendor artístico, que não era proporcional com a paisagem tropical que rodeava a uma postiça Capital do Amazonas. Manaus tivera um ar de Paris Tropical com seus enormes boulevards muito antes das outras capitais do sul.

Pelo porto da cidade postiça escoava-se a borracha com destino à Europa e aos Estados Unidos, e também, por ela entrava toda espécie de aventureiros, cocottes parisienses, comerciantes, caçadores de fortunas e os imigrantes nordestinos em busca do Eldorado.

SINOPSE

O processo de vulcanização, descoberto por um americano, permitiu a utilização da borracha em escala industrial e deflagrou no Brasil, a vertiginosa valorização da região amazônica, com suas florestas repletas de seringueiras.

Na última década do século XIX, o Brasil tinha o monopólio da produção da borracha no mundo.

O principal comprador era a Inglaterra que controlava a distribuição do produto.

A situação privilegiada que o Brasil desfrutava no mercado internacional da borracha criou grandes fortunas, gerando toda uma elite amazonense. Era como se o Eldorado tivesse sido finalmente descoberto.

Pelos portos de Manaus e Belém escoava-se a borracha com destino à Europa e aos Estados Unidos.

Assim como o café enriquecera São Paulo, a nova matéria-prima iria criar, em pleno coração da floresta, um país de lendas, digno de Mil e Uma Noites. Somente os fabulosos tesouros de remotos marajás do Velho Oriente seriam comparáveis à fortuna desses filhos diletos do Eldorado. Manaus e Belém, duas cidadezinhas acanhadas, transformaram-se, do dia para a noite, em centros de vida cultural e de festas galantes.

DAS SELVAGENS FLORESTAS AOS BRINQUEDOS

Basta olhar em torno de nós para descobrir os inúmeros empregos para os quais a borracha é indispensável: brinquedos, aparelhos medicinais, pneumáticos para bicicletas, automóveis e aviões, correias transportadoras, etc.

A inteligência humana descobriu, ainda, inúmeras maneiras para tirar vantagens desse prodigioso produto da natureza.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.S.E.S. MORRO DA CASA VERDE
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados