::.. CARNAVAL 1996 - G.R.S.C.E.S. PÉROLA NEGRA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  não consta
Ordem de entrada:  não consta
Enredo:  Navegar é Preciso
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  Especial
Classificação:  10º
Pontuação Total:  262,5
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  não consta
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  Mauricio 100
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

PÉROLA NEGRA

COMPOSITORES: CARLINHOS FUZIL/ MAURICIO 100/ MARQUINHOS DO BANJO

 

Por mares do mundo naveguei

por onde passei deixei saudades!

"Embarquei" na fantasia

E lá vou eu, sou felicidade!

Cruzando novos horizontes

Nessa imensidão azul

Até Noé já navegou!

OS BÁRBAROS, DE ALÉM-MAR

Vem  amar

Nessa viagem...

Mar a fora eu vou!

Eu sou pirata e vou roubar o seu amor

Bordei os mares do infinito a me perder

Nessa avenida venho descobrir você!

Ventos que me levam pelo mar a velejar

Vêm na doce brisa

A magia a me banhar

E assim "navegar é preciso"

No paraíso que me faz sonhar

Vi maravilhas

"Mergulhei" na alegria

Vim nessa onda e to legal!

Sou jóia rara nesse carnaval

Me leva, Pérola Negra me leva

Que é preciso navegar

Balança o coração da galera

Nas ondas desse mar.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Wany Araújo

 

APRESENTAÇÃO

Navegar constitui parte da história das civilizações, razão pela qual é de suma importância conhecê-la.

No começo, era um simples tronco flutuante, mas seu rastro na água abriu também uma nova era para o comércio e para a cultura. Os povos da antiguidade se tornaram hábeis construtores de navios. E o Mar Mediterrâneo, centro de seu mundo, passou a ser uma grande via de comunicações, além de um campo de batalha.

Egípcios, Fenícios, Gregos e Cartagineses, cada qual por sua vez, tiveram a supremacia dos mares, viajando sempre mais longe e assim ampliando o conhecimento do homem.

Os homens que primeiro se fizeram ao mar habitavam Ilhas ou regiões costeiras, e sentiam necessidade de obter do mar os elementos indispensáveis a sua subsistência, assim como desejavam aumentar suas propriedades materiais e os conhecimentos geográficos.

Antes do ano 3.000 a.C., provavelmente, iniciou-se a navegação no Mar Vermelho no Golfo Pérsico e no Oceano Índico. Um comércio organizado entre a costa e Malabar na Índia, e o Golfo Pérsico já existia por volta de 1.000 a.C. quando se iniciou a dinastia dos Ptolomeus, no Egito. Essa dinastia encorajou de todos os modos possíveis, o comércio com o Oeste e restaurou o antigo canal que atravessava o istmo de Suez entre o Mar Vermelho e o braço Oriental do Delta do Nilo.

A história das navegações está ligada a grandes progressos e grandes destruições, de qualquer modo, do primitivo tronco flutuante ao submarino atômico, a marinharia bem representa o domínio das forças da natureza pelo homem.

Seu engenho soube domar o vento com um simples pedaço de pano, depois nasceram os veleiros, primeiras embarcações que durante séculos singraram águas desconhecidas em busca de novos mundos, para ceder lugar aos modernos transatlânticos, de carga ou de passageiros, que servem à paz ou à guerra.

A arte de navegar leva o homem ao domínio da arte de deslizar sobre as águas em pranchas, máquinas motorizadas e outros.

As navegações ligaram continentes, levando e trazendo informações.

Respeitado sob tratado seus limites de milhas marítimas das costas de cada país.

Água um desafio que o homem buscou dominar, flutuando sobre ela ou submerso é preciso navegar sim, navegar é preciso.

HISTÓRICO

Terra Planeta Água - Diante de uma imensidão de metros cúbicos que separam continentes, ilhas, cidades e etc... Surgem as primeiras primitivas embarcações com o propósito de conquistar terras novas, buscar alimentos no mar, transportar mercadorias através dos continentes, guardar e proteger a conquista da terra e muitas outras finalidades.

As primeiras deram um passo muito importante para as posteriores gerações na arte das navegações. Diversas tribos e nações utilizaram-se desse meio de locomoção buscando tirar melhor proveito de suas criações, foram constantes os registros no Egito; em todas as inscrições em murais, papiros ou outras formas de expressão artística, encontra-se uma embarcação egípcia compondo o quadro. Também encontra-se registrado que Noé personagem bíblico salva em uma arca, a família e animais do dilúvio divino. Houve outros que aperfeiçoaram-se na arte das guerras. O começo dessa modalidade devastadora, deu-se através dos bárbaros Vikings, escrevendo a história com sangue e lágrimas, página negra das navegações.

Foi o consentimento da Rainha Elizabeth I da Inglaterra com intuito de enfraquecer o poderio espanhol, que expedições piratas sob o comando do terrível Capitão Drake desencadeia na Europa a pirataria saqueando, pilhando e destruindo com poderosas frotas bem armadas, levando terror aos sete mares.

Foram grandes os investimentos na construção naval, a Ordem da Cruz, por exemplo, investiu em várias expedições exploradoras que vasculharam outros mares buscando novas descobertas, foi uma dessas expedições que chegou em nossas costas e descobre nosso país.

É preciso navegar!!!

Velas ao vento, jangadas ao mar.

Riscando a linha do horizonte, bordando o infinito o jangadeiro faz do mar seu meio de sobrevivência, gigantescos navios cargueiros transportam o produto da terra, no cais a saudade no aceno dos que partem nos luxuosos transatlânticos. Há milhas de nossas costas ou pelos extensos rios navios da marinha patrulham nossas águas garantindo a soberania territorial, a paz e a segurança de nossa navegação.

Com a evolução da navegação hoje encontramos muitas formas de lazer, tornando-se muito dessas modalidades competições internacionais, como: lanchas, surf, wind surf, caiaque, jet sky e ioles.

Esta é minha praia

Sou Pérola de valor

Vem comigo navegar nesta onda

É carnaval.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.S.C.E.S. PÉROLA NEGRA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados