::.. CARNAVAL 2007 - G.R.C.B.C. ME ENGANA QUE EU GOSTO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  19/02/2007
Ordem de entrada:  04
Enredo:  Divino Espírito Santo, um Ato de Fé
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  BLOCOS - Espera
Classificação:  7º
Pontuação Total:  72,75
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

PRIMEIRA DA ACLIMAÇÃO
COMPOSITOR: EDMILSON SILVA

 

A esperança é a luz, que ilumina e conduz

Um povo guerreiro

A fé numa força maior

mostra a religião Do brasileiro

Que reza e pede proteção, a crença a devoção

Um caminho a seguir

Casas enfeitadas, divina celebração

A pomba branca a nos conduzir

 

Foi o colonizador, ôô, ôô

quem trouxe para o meu Brasil

A Rainha criou essa festa

e o povo aplaudiu

 

Lá vem a bandeira do Divino

Olhe a coroação do Imperador

O romeiro faz sua prece

E agradece o que conquistou

Na cavalhada, a luta entre o bem e o mal

Chora viola, canta o trovador

Ao meu Divino, louvor

Me Engana Que Eu Gosto é só alegria

Canta em forma de oração

Pra ser o rei desta folia

 

Rogai por nós, dai-nos acalanto

Abençoai nossos caminhos

Divino Espírito Santo!

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Anselmo Brito 

 

Lá vem meu Bloco! Celebrando a religiosidade brasileira. Exaltando das páginas da história viva na memória, no tempo que não se alcança a fé e a esperança. A saga de um povo fiel e devoto que crê num Deus infinito e santo, que lava as dores e enxuga o pranto.

Festa do Divino, baluartes um destino foliões, beatos, romeiros, povo brasileiro. Em nome de Deus anda pelos caminhos da fé que explica o sentido da vida e faz aceitar a morte, sem perder o norte apresenta uma história fervorosa a do Divino Espírito Santo.

Pomba branca asceta e mística, santidade que o povo purifica... Rogai por nós... Põe-te a voar, mostra glória desse povo que vive a rezar.

Redenção! Goza o povo de um amor a divina celebração.

Para todos aquilo que Deus criou um louvor ao teu encanto, de joelhos ou de pé, o povo realiza nos autos da fé. Faz da crença uma confiança obstinada, ruas, casas são enfeitadas...

Olhai por nós... e faz dessa reza um canto, para celebrar o Divino Espírito Santo.

Trazida ao Brasil pelos primeiros colonizadores, a festa do Divino Espírito Santo, foi criada por Dona Isabel, Rainha de Portugal, no início do século XIV, na cidade de Alenquer, para angariar fundos para a construção da Igreja do Divino Espírito Santo. No Brasil, ela acontece tanto em pequenas cidades quanto nas periferias de capitais, e ganhou características próprias.

Cinquenta dias antes do domingo de Pentecostes, romeiros saem pelas ruas carregamdp a bandeira do Divino (vermelho, com uma pomba branca, símbolo do Espírito Santo) e recolhendo prendas para o evento. No dia da festa, além da missa, da procissão e da quermesse, acontece a coroação do imperador do Divino, personagem responsável pela organização do evento. O imperador é um atributo dado a uma pessoa da comunidade a qual não tem dentro da mesma, status algum no objetivo de trazer para o indivíduo momentos de riqueza a qual não teve o ano.

Desta maneira podemos destacar que como outras festas religiosas a do Divino também tem como objetivo trazer através de seu símbolo maior (que é a pomba branca) conforto, saúde e tudo aquilo que possa confortar os milhares de romeiros que debaixo de sol, chuva, de joelhos ou até carregando cruzes em forma de sacrifícios tenham os seus votos atendidos.

Não podemos deixar de destacar que a festa do Divino é também uma festa profava a qual ocorre durante as festividades a Cavalhada, responsável essa de representar a luta entre os Mouros que representam vestidos de vermelho o lado profano daqueles que durante muitos anos tinham, como objetivo denegrir a imagem dos Pentecostes, e do outro lado vestidos de azul os Critãos que tinham como objetivo enaltecer a santíssima divindade do Espírito Santo.

Lembrando que o nosso país de milhões de pessoas sofridas, durante as celebrações das festividades da festa do Divino Espírito Santo, por alguns minutos deixam de lado os seus sofrimentos manifestados em forma de lágrimas, e até mesmo dores para juntas aplaudirem e cantarem em forma de orações com, os Trovadores estes responsáveis pelo som tirado de violas em forma de calento ao Divino.

Desta maneira o nosso Bloco "Me Engana Que Eu Gosto" convida a todos a participarem desta manifestação folclórica e religiosa, que tem como objetivo maior o de exaltar o nosso povo sertanejo, devoto e crente que o espírito santo manifestado em símbolo maior a pomba branca, venha trazer a todos a paz e tudo aquilo a qual todos nós esperamos do Divino. Na certeza de que levantando vôo nessa passarela, hoje o nosso bloco possa atingir o seu objetivo cultural e social, sendo também ao final do mesmo coroado com a coroa do Divino rumo ao campeonato desta festa também profana, mas a qual traz para milhares de pessoas a oportunidade de ser rei e rainha por um dia.

Hoje em forma de oração pedimos ao Divino Espírito Santo que rogai por nós.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.B.C. ME ENGANA QUE EU GOSTO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados