::.. CARNAVAL 2007 - A.C.S.E.S.M. CAMISA VERDE E BRANCO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  18/02/2007
Ordem de entrada:  09
Enredo:  Das sete curvas de um rio nasce a rua da cultura, religião, comércio e festas populares: 25 de Março, isso é Brasil!
Carnavalesco:  Rodrigo Siqueira
Grupo:  Acesso
Classificação:  2º
Pontuação Total:  295,75
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  Delson Ribeiro
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Neno
Intérprete:  André Pantera
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Cláudio
Porta-bandeira:  Cláudia
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

COMPOSITORES
Compositores:

Mumu/Luciano/Xande/Dé

Barra funda é o meu lugar
Hoje o povo vai delirar
Manto deslumbrante
Que me faz feliz...é raiz

Desponta...meu Camisa Verde e Branco
Magistral é o seu canto
No esplendor da alvorada
E conta a história de um rio sagrado
Dos feiticeiros que evocavam Deus Tupã
No ritual surge o trevo da sorte
Que emana a esta região
Do comércio a evolução
O porto é "geral"
Rua 25 de março, o seu nome é homenagem
À primeira constituição

Venha ver e sentir amor
Coração bate forte de emoção
Mercado de sonhos em realidade
Que felicidade

Imigrantes de todos os cantos
Diversas religiões
Trazendo na bagagem cultura e raiz
Trabalhando neste solo com paz e união
Exemplo pra o mundo
Orgulho de uma nação
Enfim é carnaval
De janeiro a janeiro abrem-se às festas
O Brasil inteiro vem a ti para comprar
Ó rua do comercio popular

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Rodrigo Siqueira

 

A mais tradicional Verde e Branco de São Paulo mergulhará nas águas daquele que se transformou na Rua 25 de Março: o rio Tamanduateí, (rio sete curvas).

1º setor (As Sete curvas do Rio Tamanduateí)

As margens do rio Tamanduateí, habitavam três tribos que enviaram seus sacerdotes e os chamaram "feiticeiros verde e branco". Estes feiticeiros se reuniram e envocaram Tupã (Deus na mitologia indígena) para saber o destino do seu povo e do seu rio, foi então, que Tupã deu as sete ervas e seus segredos para que eles pudessem preparar aquele que se tornaria rua um dia. Tupã ordena que eles reúnam todas as tribos para fazer o grande ritual "sete ervas", onde todos iriam dançar ao som do Tamurá (tambor) e agradecer a todos os Deuses e elementos. Assim consagrado e preparado o rio para o futuro,surgirá nesse ritual a junção das sete folhas e o trevo tribal, ambos emanados de toda a sorte à escola e ao comércio da 25 de Março.

2º Setor (Os primeiros Produtos a chegar pelo Porto Geral)

A rua 25 de março têm origem remota do século XVIII, foi assim chamada, em homenagem à primeira Constituição Brasileira promulgada pelo Imperador Dom Pedro I, em 25 de março de 1824. O rio Tamanduateí, corria no atual traçado da 25 e era de extrema importância na época (Fim do século XIX e Inicio do XX), principalmente quando foi retificado em 1916.

"Geral" era o nome do Porto utilizado para descarregar as mercadorias importadas que chegassem pelo Porto de Santos. O mesmo nome batizou a Ladeira do Porto Geral, que se localizava na sétima e última volta do rio Tamanduatéi. A rua já fora batizada como Várzea do Glicério e Beco Sete Voltas. Depois disso o rio foi retificado e a área toda drenada, e assim, a 25 passou a chamar Rua de Baixo (ou Baixa de São Bento), já que se localizava abaixo do Mosteiro São Bento; divisória entre a cidade alta e baixa. Em 1865, por proposta do vereador Malaquias Rogério de Salles Guerra , a Rua de Baixo passou a chamar-se 25 de Março.

Os primeiros produtos comercializados na rua 25 foram as porcelanas chinesas e japonesas, cutelaria alemã, rendas suíças e francesas, casimira inglesa e outros produtos importados. Nessa mesma época, mas precisamente em 1924, o município finalmente decidiu construir um mercado condizente com a importância e tamanho de São Paulo.
O arquiteto responsável pel projeto do mercado municipal foi o italiano Felisberto Ranzini, do escritório Ramos de Azevedo.

3º Setor (Chegada dos Imigrantes, Cultura e Religião)

Os imigrantes vindos de todos os lugares chegaram por volta do século XIX: árabes, turcos, sírios libaneses, portugueses, japoneses, chineses, italianos..., cada povo trazia consigo sua religião, sua cultura e seu comércio, e, mesmo sendo diferentes uns dos outros, comungam dos mesmos interesses comerciais. Vivem em harmonia quanto à religiosidade e cultura. São Paulo compõe a um cenário miscigenado; acervo cultural e religioso, acima de tudo, as variedades de produtos comerciais nacionais e importados.

4º Setor (Comércio Popular)

A rua 25 de março é festa! Para embalar esse ritmo começaremos com o 1º grande evento do calendário anual, o próprio carnaval, tendo, o poder de alegrar as nações e a dar sequência as demais celebrações: Páscoa, mães, namorados, festas juninas, pais, crianças, halloween, natal e o champanhe, anúncio de um Ano Novo. Todos os materiais necessários para esses eventos encontraremos nessa popular rua, ou melhor, "Bairro 25 de Março", pois a sua grandiosidade comercial é referência de toda a região.

A Camisa Verde e Branco, São Paulo e todo o Brasil orgulham-se e desejam a 25 de março toda sorte!

5º Setor (25 de Março é Festa)

O comércio na rua 25 de março teve uma grande expansão em todos os aspectos, pois, as variedades de produtos são infinitas, disponibiliza um acervo de produtos a criação e confecção de roupas, presentes, casa, mesa, banho, sapatos, bolsas, perfumes, jóias, bijouterias... Esta rua representa uma cidade, ou, até mais do que muitas em faturamento calculado, R$10 Bilhões, valor nem sempre arrecadado em muitos municípios do Brasi. A rua 25 e região recebem 700 a 800 mil pessoas por dia, e em datas comemorativas, este número ultapassa a 1.000 milhão.

A rua está aberta a todas as pessoas do nosso país, pessoas que sonham com o seu próprio negócio e vêem a luz da prosperidade brilhar desta rua famosa e popular, 25 de março, onde tudo é bom bonito e barato.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A.C.S.E.S.M. CAMISA VERDE E BRANCO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados