::.. CARNAVAL 1996 - G.R.C.S.E.S. IMPÉRIO DE CASA VERDE................................
FICHA TÉCNICA
Data:  18/02/1996
Ordem de entrada:  3
Enredo:  Brasil, Um País com Nome de Tinta
Carnavalesco:  Raul Diniz
Grupo:  4
Classificação:  1º
Pontuação Total:  99,0
Nº de Componentes:  600
Nº de Alegorias :  3,
Nº de Alas :  7
Presidente:  Carlos Alberto de Souza
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  Bernadete e Anderson
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Ronaldo
Porta-bandeira:  Cintia
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

IMPÉRIO DE CASA VERDE
COMPOSITORES: BIRO DA GAVIÕES/ PINHEIRO/ ESTEVÃO/ RILDO DOS SANTOS

 

VENTO SOPRA FORTE

VOU ATRAVESSAR O MAR

BALANÇANDO NAS ONDAS

DE AZUL E BRANCO

SOU IMPÉRIO A DESFILAR

 

EMOLDURANDO MEU BRASIL

EM AQUARELA

DESDE OS TEMPOS DE CABRAL E SUAS CARAVELAS

VINDOS DE TERRAS DISTANTES

A PROCURA DE RIQUEZAS NATURAIS

DEPAROU-SE COM A MADEIRA

EM NOSSAS FLORESTAS TROPICAIS

ÍNDIO, O REAL DONO DA TERRA

FOI INDUZIDO A COLABORAR

COM O ESPANCAMENTO DA MADEIRA

FONTE DE RIQUEZA DO LUGAR

 

PINTOU MADEIRA, MEU BRASIL

VAMOS PINTAR AS CORES DO ARCO-ÍRIS

NESTA FESTA POPULAR

 

NO MEU PAÍS TUDO É MAIS BELO

O SOL CLAREIA SUAS MATAS VERDEJANTES

CACHOEIRAS E CASCATAS

REFLETEM O LUAR DE PRATA

ENRIQUECENDO ESTA BELEZA FASCINANTE

 

GIRA BAIANA

AO SOM DA BATUCADA

FAZENDO O POVO

BALANÇAR NA ARQUIBANCADA.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Raul Diniz

 

Em 1499, depois de dois anos de viagem, uma pequena parte da expedição comandada por Vasco da Gama voltou a Lisboa, tendo aberto a rota comercial para as Índias através das costas africanas. Apesar das enormes perdas materiais em embarcações, o resultado da empreitada foi um sucesso. O êxito financeiro obtido com a comercialização das especiarias trazidas, apressou a preparação da próxima grande armada, que tinha, como objetivo, consolidar a supremacia lusitana nas rotas marítimas para o Oriente.

No dia 9 de março de 1500, o Almirante Pedro Álvares Cabral partiu com a maior e mais bem equipada frota que já se armara em portos ibéricos. Um negócio de tão grande importância não justificava economias, nem comportava riscos inúteis. Como se esperava, 42 dias depois da partida, foram encontrados sinais de terra. Dois dias depois estavam os portugueses desembarcando na Ilha de Vera Cruz, logo chamada Terra de Santa Cruz. Mais tarde, o lugar foi rebatizado com o nome de Brasil, referência à única fonte de receita nativa capaz de trazer algum retorno ao grande investimento realizado. O pau-brasil era um árvore fartamente espalhada pela região costeira, com aspecto semelhante à outra já conhecida no Oriente, e de cuja madeira se extraía uma substância corante muito utilizada pela tinturaria. Assim que a notícia da existência de grande quantidade das tais árvores chegou a Portugal, a Coroa tomou logo suas providências e se concedeu a reserva exclusiva de mercado para exploração da riqueza. Na época, isto tinha outro nome e o pau-brasil, também conhecido como lenha rubra ou pau de tintura, foi declarado produto "estancado". Sua extração dependia de expressa autorização real.

Os índios, que nada entendiam de mercado ou de estancamento, foram desde logo induzidos a auxiliar os navegantes - autorizados ou não - que aportavam no país, para a mais rápida e predatória coleta das árvores.

Com a margem de lucros do negócio era considerável, o número de concessões expedições ou simples pirataria aumentou de tal forma que, em poucas décadas de exploração desenfreada, esgotaram-se as reservas das matas costeiras de mais fácil acesso. O negócio acabou perdendo boa parte de seu interesse. De qualquer modo, o país nascido sob o signo da tinta estava com sua certidão de batismo devidamente reconhecida e catalogada nos mapas portuários dos navegantes da época. Era Brasil, e Brasil ficou.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.S.E.S. IMPÉRIO DE CASA VERDE
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados