::.. CARNAVAL 1996 - G.R.C.E.S. X-9 PAULISTANA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  17/02/1996
Ordem de entrada:  4
Enredo:  Paz e Amor... Bicho
Carnavalesco:  Augusto de Oliveira
Grupo:  Especial
Classificação:  7º
Pontuação Total:  282,5
Nº de Componentes:  2500
Nº de Alegorias :  7,
Nº de Alas :  22
Presidente:  Laurentino Borges Marques
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Adamastor
Intérprete:  Royce do Cavaco
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Paulo Roberto
Porta-bandeira:  Luana
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

X

COMPOSITORES: MANOELZINHO POETA/ NÊGO DA GRANDE RIO/ VICENTE DAS NEVES/ JAMBINHO/ BETO MOURA

 

NESSE EMBALO EU VOU

EU TÔ QUE TÔ

ESTOU EM ALTO ASTRAL

JOVEM GUARDA O MOVIMENTO

NO CONTRATEMPO DO MEU CARNAVAL

NO MUNDO SE FAZIA GUERRA

E A JUVENTUDE FEZ DOS FESTIVAIS

SEU GRITO DE LIBERDADE

CONTRA OS PRECONCEITOS SOCIAIS

ME LEVA MEU SONHO

ME LEVA E ME FAZ DELIRAR

ENQUANTO EXISTIR ODORES

NA FORÇA DAS FLORES

O SONHO NÃO VAI TERMINAR

 

BRASIL, BRASIL, BRASIL

A BOSSA NOVA DÁ SAUDADE EM QUEM CURTIU

 

É NOVA ERA

SINCERA EM NOSSOS CORAÇÕES

PRENÚNCIO DE AMOR E PAZ

MAS SE O SONHO É VIAGEM

NÃO FALTA CORAGEM PRA ME EXPRESSAR

A TROPICÁLIA EM PARTE

MOSTRAVA NA ARTE A DEMOCRACIA

 

SE A ONDA É CARNAVAL

SOU A X-9 EM TOM DE POESIA

 

EU QUERO É PAZ

EU QUERO AMOR

CURTINDO O SAMBA QUE É MINHA RAIZ

E NESSA FESTA EU SEREI FELIZ.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Augusto de Oliveira

 

A Escola inspirou-se esse ano nos movimentos jovens da década de 60, que protestavam contra os costumes e as tradição da sociedade estabelecida. Protestavam conta os costumes e as tradições da sociedade estabelecida.

Das diversas tribos o destaque ficou com os Hippies. Eles acreditavam e pregava a paz universal e o amor. Opuseram-se à atuação dos EUA na guerra do Vietnã e viviam em pequenas comunidades. Achavam desnecessário o luxo e o dinheiro e pregavam a igualdade social.

E é homenagear e conta a história desses jovens que a X-9 entra agora na avenida.

INTRODUÇÃO

Os hippies eram membros de um movimento jovem de protesto surgido na década de 60 (sessenta) tendo se alastrado por todo mundo. Eram fundamentalmente um grupo de protesto contra os costumes e as tradições da sociedade estabelecida.

Eles acreditavam no AMOR e na PAZ universal. Opuseram-se à atuação dos EUA na guerra do Vietnã(1957-1975) e não pensavam que determinadas pessoas devessem ser mais ricos e outras pobres. Acreditavam que a maioria dos adultos só pensavam em ganhar dinheiro. Viviam em comunidade pequenas e compartilhavam os bens materiais. Adoravam a natureza principalmente as flores que achavam possuir força de pacificar o universo.

Assim, a X-9 Paulistana, tornando como tema a saudação(slogan) e o espírito deste grupo de pessoas que muito contribuíram para a união dos Povos e a Paz entre os mesmos, vai fazer o seu Carnaval de 1996.

ANTECEDENTES

"Ainda que eu falasse as línguas dos Homens e dos Anjos, e não tivesse o AMOR, seria como o metal que soa ou como o sino que tine"

(Cor 13.1)

Cristo foi o maior insensato de todos os tempos. Este grande insensato foi crucificado pelos Fariseus comercializado pela autoridade de pessoas respeitáveis e pela medíocre cultura oficial dos Filisteus. E não o tem crucificado a igreja com sua hipocrisia diante de Cristo, de modo mais profundo e sutil que qualquer pagão?

Divino insensato cuja compaixão imortal e santa loucura pôs uma luz nas mãos escuras do mundo.

Como poderemos explicar o fenômeno HIPPIE? Seria simplesmente a rebelião tradicional da juventude contra a autoridade paterna ou tem repercussões mais profundas na sociedade e para os que tomam parte dela?

O movimento HIPPIE foi deveras mais significativo e diferiu de forma substancial dos "BBEATNIKS" da década de 50 ou da geração perdida de 20 os dois grupos com os quais são freqüentemente comparados.

O COMEÇO DO SONHO

Nos EUA, o inconformismo vem junto com a guerra do Vietnã: De roupas coloridas, cabelos longos, cultivando a terra e aprofundando o autoconhecimento, os HIPPIES recusavam qualquer padrão institucional adulto.

Na Inglaterra despontavam os BEATLES, cavalheiros do apocalipse, radicalizando a forma de compor, cantar, vestir e viver. No mundo inteiro a proposta HIPPIE e BEATLES encontrou imediata ressonância - é o tempo do "FLOWER POWER" (Força das Flores ou Poder da Flor) ou também do "MAKE LOVE NOT WAR" (Faça Amor Não Faça Guerra).

O SONHO ACABOU, É A HORA DE SONHAR

A década de 70 marca mundialmente o fim do sonho, os Beatles já existem como grupo, a rebeldia juvenil foi incapaz de destruir o poder e as instituições, as comunidades Hippies se desfazem.

O fato é que os jovens lá de fora, descrentes da assim chamadas civilização ocidental, moderna, avançada, repressiva, buscam no Oriente, novos antigos valores. E tempo de zen-budismo, alimentação natural, busca de essência individual. No Brasil, são os tempos do milagre econômico, oferecendo as maravilhas da sociedade de consumo à classe média do Brasil Grande, Transamazônica , integração nacional. Quase como um símbolo, é no início da década que se implanta no país primeira rede nacional de TV.

Vivemos a era da TV colorida e do automóvel.

Gil em Londres, vivia o processo de orientalização, assistia aos espetáculos de JIMMY HENDRIX, JANIS JOPLIN, ROLLING STONES, BOB DYLAN, viveu, assim o final dos dois sonhos ao mesmo tempo.

A década de 70 é marcada mundialmente pelo enfrentamento de novas questões. Nos EUA a questão do negro e do índio vem a tona na rabeira da derrota americana no Vietnã.

NO PAÍS DO CARNAVAL - NOVAS BOSSAS NO PAÍS DO FUTURO

Na sociedade brasileira o debate sobre os benefícios do desenvolvimento que se implantava. Correntes à esquerda alinhavam-se com as chamadas classes populares, exigindo um desenvolvimento da nação para o povo. E assim que a questão nacional e popular ganha destaque, marcando toda a população cultural a partir de então.

Na música, era a vez da Bossa Nova, criada no seio da classe média universitária carioca da época. Segundo Nelson Motta, por um lado a Bossa Nova recebia influência do melhor Jazz americano de década de 50 e por outro das vanguardas européias (nas letras falando de amor). O movimento se expandia em duas vertentes: uma, mais preocupada com o aperfeiçoamento rítmico e harmônico; outra, propondo o enfoque crítico da realidade brasileira nas letras. Havia uma ânsia de deixar o povo falar pela boca do artista, o que caracterizou a chamada "arte participante".

E na verdade da aproximação com o povo do protesto e da denúncia, que aparece GILBERTO GIL.

AQUILO QUE O POVO DIZ

Entre duas vertentes se manifestaram em praticamente todos os campos da produção artística, ambas comprometidas com a valorização da palavra. Surge a Poesia Concreta, redefinindo a função da palavra imprensa. Essa também é a fase de afirmação do Cinema Novo, movimento jovem e dos mais importantes na história cinematográfica brasileira.

No teatro montam-se musicais recuperando a história brasileira. O Centro Popular de Cultura da UNE vive momentos de efervescente atividade, dentro da proposta de levar cultura para o povo.

Na arena política, da nova capital federal, Brasília, recebe o presidente Jânio Quadros por um curto período. Depois de sua renúncia, o país deslancha para uma instabilidade política que já se anunciava desde a posse de JK. Parlamentarismo; João Goulart recupera os poderes presidencialistas e por fim, o golpe. A 31 de março de 1964, Jango é deposto e se instala um poder militar cujos efeitos se prolongam até hoje.

Num primeiro momento, o golpe recai principalmente sobre a área política-institucional e sobre a área sindical e popular: extingue-se o pluripartidarismo e impõe-se o bipluripartidarismo e impõe-se bipartidarismo. Lideres são presos, mortos ou se encaminham para o exílio. A devassa na área cultural não diretamente ligada ao Estado só se fará sentir quatro anos mais tarde, no final de 1.968, com o Ato Institucional número 5.

Ao lado da população engajada, levada adiante basicamente por jovens outra ala juvenil ria a JOVEM GUARDA, movimento que assume a modernidade e internacionalidade do rock, introduz a guitarra elétrica e o ritmo vibrante, e mantém nas letras uma visão ingênua e bastante conformista do amor, do namoro, do flerte. Seus seguidores, embora também da classe média, não são predominantemente universitários.

Na Europa, a destruição que está implícita na sociedade tecnologicamente avançada, no uso da energia nuclear, impulsiona a alta ecológica. Voltou-se para o oriente resultou num questionamento novo e diferente dos valores ocidentais: o importante não é o que construiremos amanhã, mas o que realmente fazemos hoje. É do homem de hoje que nasce o de amanhã. Entram em cena o feminismo, o homossexualismo a moral sexual.

Aqui, a partir de 73/74 começa uma retomada da luta política de oposição ao regime. A oposição vence eleições legislativas, desenvolve-se a luta pela anistia política.

Ao lado disso, despontam também as questões que são trabalhadas mundialmente: o negro, a mulher, o homem, os valores ocidentais e orientais. Com a TV via satélite, os acontecimentos do mundo são vistos e ouvidos imediatamente (apesar da censura), incorporando o Brasil as questões internacionais. E é na música, produtos de consumo dissemido, que aparecem mais amplamente todas as novas e antigas questões. Da metáfora política, marca do início à metade dos anos 70, passa-se ao realismo fantástico, na literatura, no teatro, nas novelas de TV. Retorna-se o passado, das mais variadas formas. A vida inteligente começa novamente a manifestar-se no país. Estamos como o mundo novamente em fermentação. Virá aí um novo sonho?

DE PAZ
          DE AMOR
                       DE FAZER AMOR
                                             NÃO FAZER GUERRA

POIS AÍ ESTÁ A ESSÊNCIA DE TODA A EXISTÊNCIA HUMANA
"O AMOR"

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. X-9 PAULISTANA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados